UEPA: Sílvio Gusmão resguardado

O governador Simão Jatene resguardou o Prof. Dr. Sílvio Gusmão como o nome mais legítimo para ser o futuro reitor da UEPA. Como todos recordam: Silvio Gusmão venceu as últimas eleições para a reitoria da UEPA e a governadora Ana Júlia se recusou a nomeá-lo, interveio na UEPA, nomeou uma interventora, e depois montou uma eleição e garantiu a vitória da interventora.


Marília, que foi a interventora e depois chegou à reitoria, é uma excelente pessoa, docente de primeira linha, mas serviu de instrumento para o aparelhismo da DS e de Ana Júlia. Ana Júlia destruiu o discurso democrático do PT, de respeitar os resultados das eleições nas universidades, como fez Lula em oito anos à frente do governo federal, em relação às eleições das universidades federais. Enfim a DS e Ana vieram para queimar a marca PT no Pará.

Fapespa: Cláudio Ribeiro é o mais cotado

Cláudio Ribeiro deve ir para a FAPESPA. Na verdade, o indicado foi Mário Ribeiro.

Jatene, a ALEPA e a fragmentação partidária e parlamentar

O contexto institucional nacional e estadual molda um sistema partidário, eleitoral e parlamentar caracterizado pela alta fragmentação parlamentar e partidário. Neste contexto, o partido do presidente e ou governador nunca possui mais do que 25% dos assentos parlamentares, e as coligações eleitorais e coalizões de governo é uma necessidade estrutural de todos os governos. Só os garotos "bobinhos" da DS, não sabiam disso e ferraram com o governo petista.


Jatene vem demonstrando grande desenvoltura política estratégica na montagem de sua equipe de governo. Até o PSB poderá compor a base partidária e parlamentar do novo governo. Como Jatene acompanhou a "meninice" política do núcleo duro da DS à frente do governo estadual, não é dificil adivinhar que a base aliado não viverá nas incerteza patrocinados pelos Bin Ladens de Ana Júlia.


Aliás, entre 2002-2006 Jatene já provou que não é um patrocinador suicida do desmantelamento de sua própria base de governo como fizeram os "meninos" políticos do governo em Ocaso. Coitado do PT, que viu sua imagem de ser bom de governo ser queimada pelo grupinho de bad-boys da DS.

O governador, a Sedect e Maneschy

Não há dúvida, Jatene está tentando montar um secretariado de peso, naquilo que concerne à sua cota pessoal. Aos partidos aliados cabe apresentar nomes de reconhecida competência técnica e habilidade política no trato com os atores sociais. Já o reitor Carlos Maneschy vem demonstrando grandeza em suas ações. Maneschy tem uma consciência Kantiana, e bota cosmopolitismo nisso. Sem dúvida nenhuma: um tapa com luva de pelica.

Governo Ana: a tradição de dar o bolo

A marca do núcleo duro do governo Ana, comandado pelos magos do desastre político, foi fazer acordo e não cumpri-los: com parlamentares, com partidos e com prefeitos. Agora este governo em Ocaso acaba de passar por cima de uma lei estadual para aplicação dos 366 milhões. Veja o que nos relata o Líder do PMDB na ALEPA, Parsifal Pontes, aqui

Governo em Ocaso: Por que o PT está em xeque no Pará?

Porque o governo que encerra cometeu pecados estruturais frente aos princípios construídos em 30 anos de vida partidária no Pará, senão vejamos:


1- A governadora não tomou nenhuma medida pública contra as denúncias de corrupção e nem afastou seus auxiliares diretos envolvidos em tais denúncias.


2- São cristalinas as manobras executadas racionalmente para a dispensa de licitação nas compras dos Kits escolares.


3- Foi vergonhoso o método de contratação de aluguel de 450 carros para as policias.


4- É uma vergonha o que está acontecendo neste momento na SEMA onde vários dirigentes encontram-se presos pela PF.

5- Está estourando denúncias de que a SEDUC está torrando, apressadamente, 90 milhões do governo federal em apressados pagamentos, inclusive antecipando quitação de futuros serviços e compras. Estas informações estão sendo prestadas por dirigentes graduados do PT na SEDUC.


6- Sem falarmos nos relatórios, tornados públicos pela AGE.


Não resta dúvida, o PT está em Xeque. Não importa se foi a DS, ou outro segmento petista, o que importa é que a marca PT está sofrendo um profundo questionamento e, em sua maioria por petistas que construiram esta legenda nos últimos 30 anos e que foram marginalizados nestes 4 anos, sendo preteridos pelos néopetistas, cujos passes foram adquiridos através de DAS's.


Não adianta os cães de guarda da DS tentarem tapar o sol com peneira...o estrago está feito. O PT deixou de ser um local que possa ser depositário de utopias. A ética, como marca construída pelo PT, perdeu a razão de ser.

Ana Leal: enterro será amanhã(28)







Com saida às 9:00 hs do Recanto da Saudade ( Diogo Móia entre A.Cacela e nove de janeiro), em direção ao Cemitério Parque das Palmeiras, os amigos e familiares darão o último adeus à colega Ana Leal. Deixo, através de fotos alguns momentos de Ana Leal em momentos felizes, entre vencedores.

Comunicação pesarosa: Ana Leal passa ao plano espiritual

A querida colega da UFPA Ana Leal faleceu as 4:00 hs desta segunda (27). Ana foi internada há uma semana no Hospital Beneficiente Portuguesa com forte dores lombais e abdominais. No sábado, após uma série de exames especializados, os médicos concluiram que Ana Leal foi acometida de um Câncer no Pâncreas e estava em estado terminal.

O corpo será velado a partir das 11:00 hs na Capela do Recanto da Saudade (Trav. Diogo Moia, 1264) e o cortejo fúnebre sairá amanhã (28/12/2010) às 10h.


Ana Leal ao longo de sua vida sempre foi dedicada à família e participou ativamente da vida política da UFPA. Neste momento Ana estava em ascenção profissional, concluiu sua graduação e uma especialização latu senso.


Que Deus a tenha colega e amiga Ana Leal e minhas condolências à família.

Governo Ana, corrupção e futuro do PT Pará

As probabilidades de o PT retomar as iniciativas políticas a partir da sociedade civil e das disputas municipais de 2012, a partir das grandes cidades do Pará, dependerá do trabalho do MPF e da PF. Caso seja feito um pente fino na drenagem dos recursos públicos para cofres privados, principalmente nos últimos 60 dias, o governo, o PT e muito medalhão vermelho cairão em desgraça estratégica. Será o caminho paraense do PSB italiano, a partir da operação mãos limpas que liquidou aquela centenária legenda. Neste cenário o PT deixará de ser ator central na política paraense por um longo período. Só uma nova geração poderia reconstruir a legenda.


Agora veremos se o MPF e PF têm autonomia frente a partidos e governos, para investigações autônomas e sem trégua. Será que Macapá é aqui?

governos e parlamentos: mudanças em conta gotas

Setenta por centos dos parlamentos estaduais e nacional são controlados pela centro-direita. É assim desde a República de 1946, período que marca a instalação da república democrática no Brasil.

Voto em lista aberta, financiamento privado de campanha combinado com o personal vote sintetizam a receita que permite que 70% dos parlamentos sejam definidos pelo poder econômico. Mesmo parte da bancada de esquerda, oriunda de partidos governistas mamam nas tetas dos poderes orçamentário, administrativo e financeiro, patrocinados pela máquina de governo.


É fato: não passa no congresso, de forma nenhuma: reforma política, reforma tributária e repactuação federativa. No Brasil, o Estado federativo faz o movimento inverso à sua concepção originária. Aqui o Estado faz o efeito Hobin Hood ao contrário. O orçamento é distribuido favorecendo mais aos estados ricos em detrimento dos estados pobres. E Assim caminham as desigualdes regionais. O ICMS dos minerais é cobrado no destino e o Pará vai ficando apenas com os buracos na terra e as chagas sociais.

As mudanças sociais acontecem em contagotas e são consequência do crescimento econômico. As políticas sociais são mais baseadas em políticas compensatórias do que em políticas universalistas e assim, a esmola social prevalece sobre políticas redistributivas.

Que 2011 coloque a academia discutindo de forma crítica as políticas públicas do governo central e não fique dourando a pílula. O Brasil e suas políticas no complexo jogo das disputas dentro de um governo prenhe de contradições e de forças políticas, dá uma bolsa família aos ricos (PAC) e uma bolsa família aos pobres, que é a renda mínima. Neste jogo a equidade cresce em rítimo lento. A massa de capital cresce mais do que a massa salarial.

2010: e os tucanos renasceram das cinzas no Pará

Para um analista equidistante estas eram as possibilidades da candidatura tucana antes do pleito de 2010 no Pará:

1- Conflito entre as alas Almiristas e Jatenistas, portanto, tucanos rachados
2- Não mais do que 14 pequenas prefeituras na base de apoio de uma eventual candidatura tucana
3- Apenas o PPS formava, sem vacilo, a base de coalizão do PSDB
4- Jatene sem apoio de máquina federal ou estadual
5- Jatene com baixo caixa de campanha para enfrentar o poderio governista
6- Jatene só contava com a boa lembrança do eleitorado, uma vez que o mesmo deixou o govenro em 2006 com mais de 80% de avaliação positiva.


Portanto, se a política fosse o resultado de uma somatória matemática de variáveis relacionadas à patronagem, Ana Júlia estava apriori reeleita e foi nesta perspectiva que apostou o núcleo "duro" de Ana Júlia. A compra de votos decidiria esta eleição no Pará.

O mundo da política revelou que o resultado em política é muito mais do que uma visão matemática. O Povo do Pará passou por cima das máquinas de governo, partidária e do poder econômico e, enxotou Ana Júlia da direção política do governo do Pará.


A vitória de Jatene foi o resultado de múltiplos fatores, mas sem dúvida nenhuma, se fôssemos usar a terminologia Tocqueviliana em torno de causas principais e causas secundárias, não tenho dúvida em concluir que o maior cabo eleitoral de Jatene foi a própria Ana Júlia e seu desastroso governo. O Povo do Pará demonstrou que sabe avaliar o desempenho de um governo e sabe afastá-lo quando a "borracha termina primeiro do que o lápis".

2010: o sonho petista esvaiu-se

Neste ano tivemos mais uma eleição no Brasil e no Pará. Dois mil e dez marca a desmoralização política do sonho petista paraense, impulsionado pela mais incompetente gestão política e administrativa que o governo do Pará passou em mais 20 anos de redemocratização.

Vejamos os sintomas objetivos de incompetência política e administrativa à frente do governo do Pará:

1- Explodiu as relações executivo-legislativo, ao torpedear sua própria base de sustentação política.
2- Estourou suas relações políticas com os partidos da base, ao negar a estes aliados o direito de participar da discussão e formulação de polítcas públicas ao estado. Nunca um conselho de governo teve vida regular.
3- Foi incapaz de divulgar suas principais realizações. O uso de "mídias alternativas" liquidou com as pretensões do governo na busca de boa avaliação.
4- Foi absolutamente incompetente na produção e execução de políticas públicas em áreas vitais para a sociedade: saúde, educação e segurança.
5-Não soube administrar os 20 escândalos que se abateram sobre o governo.
6- Foi envolvido em diversos escândalos de denúncia de corrupção sem apresentar comportamento de indignação e nem produzir apurações e punições a respeito destes.
7- O governo foi capturado pela trinca cintura dura e arrogante: Maurílo, Marcílio e Puty, que conduziram o governo ao mais completo isolamento político frente ao PT, aos partidos aliados e à sociedade.

Enfim, perdeu-se uma eleição impossível de ser perdida, pois este governo dispunha de: máquina federal, máquina estadual, mais de 70 máquinas municipais, 14 partidos na base e muitos recursos orçamentário, administrativo e financeiro. Enfim, uma eleição que não tinha como perder. Só não combinaram com o povo.


Na verdade, o Pará nestes 4 anos, não teve uma governadora com autonomia polítca para tomar as decisões e apontar rumos ao estado. A governadora entregou o destino do governo ao trio cintura dura e arrogante. Foi um caos. E a coisa vai piorar quando o MPF e a PF começarem a estourar os crimes de corrupção que vêm assolando e assolou este governo entre 2007-2010.

Partidos, governantes e Res Pública

Creio que hoje dependemos, no Brasil e no Pará do potencial para ser estadistas dos governantes. Os partidos estão contaminados, sem exceção, por uma classe política oriunda de um sociedade civil, milenarmente contaminada pelo patrimonialismo.


Todos os partidos, da redemocratização, compactuaram com chefes políticos envolvidos em escândalos de corrupção. A impunidade dos chefes contaminou o segundo e o terceiro escalão dos filiados partidários. A população formou juizo de valor negativo dos partidos e da classe política. E isto é terrível para o futuro da democracia.


Hoje dependemos mais do que nunca do potencial democrático, republicano e de estadista dos governantes: governante que não rouba, normalmente não deixa roubar. Governante leniente com a corrupção de seus auxiliares, na prática, dá sinal verde para o saque do dinheiro público.


Enquanto dependemos de raros estadistas, seria fundamental aperfeiçoarmos as instituições de combate à corrupção, a partir das seguintes iniciativas: 1- Penalização dura aos crimes do colarinho branco, 2- Ministério Público destrelado de influências partidárias e governamentais, 3- Controle social sobre as políticas públicas, 4- Imprensa livre , 5- Polítca permanentes de distribuição de rendas, 6- Investimento prioritário em educação, ciência e tecnologia em todos os níveis.

01-01-2011: Jatene e os primeiros passos

Jatene parece que tentará como primeira medida fazer a saúde, educação e segurança voltar a funcionar no Pará. Paralelo à estas iniciativas deverá produzir um diagnóstico da situação atual do governo para definir o potencial de investimento para os próximos 24 meses.

Creio que Jatene receberá o estado economicamente predado. As despesas de gastos correntes e de custeios da máquinas deve ter se ampliado em muito, e o potencial de recursos para investimento deve ter declinado, na mesma dimensão do crescimento dos gastos com custeios.


Jatene deverá ser criativo, nestes primeiros seis meses, para atuar em duas direções necessárias no contexto de um governo em uma sociedade de milhões: Fazer a população perceber o governo em movimento e por outro lado, criar as condições mínimas para aplicar um plano de governo, de alcance estadual, nas áreas vitais para o desenvolvimento econômico, social e ambiental.

Senado: conversando com anônimo....que pensa taticamento o que é estratégico

Anônimo disse:

Graças a Deus que a maioria dos membros do STF resolveram adotar uma das formas de interpretar as leis:a teleológica, onde o aplicador da Lei procura saber o fim social da lei, ou seja, o fim que o legislador visava na elaboração da norma legal.
"Na aplicação da lei, o juiz atenderá aos fins sociais a que ela se dirige e às exigências do bem comum".

O povo brasileiro não aguenta mais ver a Constituição ser lembrada apenas para favorecer os ricos e poderosos. E os pobres, que nunca tem seus direitos respeitados?
Lembra a pergunta que vc postou aqui no seu blog? deve um cientista política tomar partido em questões políticas:

Respondo: de que vale estudar tanto se esse estudo não for aplicado? Especialmente na área política o Brasil precisa muito que aqueles que tem acesso a educação e ao conhecimento contribuam para mudanças de paradigmas.
Pelo menos desta vez um dos "donos do Poder" perdeu uma!
Ave, STF!

17/12/10 5:11 PM

Caro Anônimo.

É fato: esta lei de 2010, retroagiu para prejudicar. Toda a argumentação da maioria do TSE e da metado do STF, não passa de malabarismo argumentativo.

Não conheço Jáder, não tenho nenhum tipo de dependência do grupo de Jáder, mas tão somente busco perceber o que é estratégico para a construção de uma cultura jurídica que preserve os direitos adquiridos.


Não posso compreender: Jáder renunciou em 2001, utilizando em sua estratégia política uma manobra legal inscrita nas regras vigentes. Como pode em 2010, ser aprovado a lei 135, que retroage a 2001, e penaliza aquele que, em 2001 estava agindo legalmente?


Quando se pensa nas regras de forma tática, ou seja, para detonar alguém que julgamos deletério à sociedade, estamos cometendo um grave erro jurídico e político com alcance estratégico. Lembram que FHC aprovou uma lei que obrigava os aposentados ( de alto poder aquisitivo) a pagar a previdência, mesmo depois de tê-la pago pelos últimos 35 anos? O STF derrubou esta lei, por julgá-la inconstitucional.


Um dia, o parlamento Francês concedeu o direito para que Napoleão Bonaparte viesse a cassar alguns deputados de oposição, e ao final, Napoleão cassou todo o parlamento e instalou uma Ditadura na França.


Meu caro, não quero saber quem seria beneficiado com a não retroatividade da lei 135/2010, estou pensando em não abrir brecha para que Direitos Adquiridos não sejam derrubados em nome de interesses conjunturais.


Tenho dito.

Senado: Marinor faturou e a Constituição se fufu

Com a decisão do TRE, negando novas eleições ao senado, a foto de Marinor estampada hoje em O Liberal, sintetizava um momentom raro de um super felicidade. Quase que Marinor rasga a boca. E assim, o PSOL ganhou uma cadeira, de graça, no senado.

Afirmo de graça, porque em qualquer disputa majoritária ao senado, no atual contexto, jamais o PSOL derrotaria o PSDB, PMDB ou PT, numa disputa majoritária para o senado.


Toda esta desgraceira aconteceu para os grandes partidos do Pará, mas especificamente -PMDB e PT- porque os mesmos, não levaram a sério as regras que organizaram o pleito de 2010. Na verdade PT o PMDB e ,humildemente, eu, achávamos que o STF não embarcaria no populismo jurídico da aplicabilidade retroativa da lei 135/2010. Neste caso posso afirmar, houve politização do judiciário, e o dogma internacional do ocidente, da não retroatividade da lei para prejudicar, foi para as cucuias.

Senado: a via sacra de Jáder

Com a decisão do TRE que jogou pá de cal em novas eleições para o senado no Pará, agora Jáder percorrerá os caminhos de Brasília atrás de uma interpretação favorável às suas pretensões, que julga de Direito. As chances do pemedebistas diminuiram, em muito.

Aborto: Chiapetta preso

O médico Chiapetta acaba de ser preso sob acusação da prática do aborto. 300 mil mulheres pobres morrem por ano de infecção causada pela realização de aborto por pessoas leigas no assunto. As mulheres de classe A e B normalmente fazem em clínicas clandestinas especializadas. Chiapetta deve ser médico das classes médias.

Enquanto a questão do aborto for tratada a partir de uma base puramente dogmática, as mulheres pobres não terão um aparato público capaz de socorrê-las.
Creio que ninguém em sã consciência defende o aborto como um método contracepitivo. Mas o aborto indesejado é um fato em todas as classes sociais, e é pleno de fatalidade, dentre as mais pobres. Esta questão deve ser tratado no mesmo patamar em que se discute o problema da infecção pela AIDS, como um problema de saúde pública, neste sentido, políticas de educação preventiva ajuda mais, do que tratar o problema como um caso de polícia.

Até na cidade do Papa, Roma, este tema não é tratado mais como caso de polícia. Até quando viveremos esta hipocrisia fundada em dogmas religiosos? Até quando trataremos as mortes por aborto mal feito em milhares de mulheres pobres como se fosse algo trivial?

Insegurança: Homens-meia volta volver- para dentro de casa.

De cada dez homicídios, nove são de homens. Parece que as famílias para proteger seus filhotes terão de revolucionar sua vida cultural, como já faz a Rússia e outros países com altos índices de violência: namoro em casa, sexo dos namorados em casa, barzinho em casa, bailes de jovens em casa. E de manhã, o namorado, fugaz, toma café com os pais e se despede... da paquera após uma noite de sexo.


A família que não tomar esta atitude poderá entrar nesta triste estatística de ver seu filho(s) morto(s). 80% dos assassinatos não derivam do latrocínio, e sim de outras modalidades de violência, como: álcool, drogas, gangues, narcotráfico e violência doméstica. E olha, que não me referí às mortes oriundas da violência no trânsito.

Boletins de Ocorrência: 60% não fazem

A pesquisa Nacional por Amostragem Domiciliar (PNAD-2009) revela que 60% das pessoas atacadas em Belém por bandidos não registram queixa na Polícia Civil. Perguntadas o Porquê desta atitude, a resposta é curta e grossa: as pessoas molestadas não acreditam na eficácia das polícias.

É a mais pura constatação da inexistência de Estado na mediação, inical, dos conflitos. Este é o mais estridente grito de uma sociedade desprotegida e que vive a lógica de uma incivilização Darwinista: é a lei do mais forte. Este é o caminho mais curto para a barbárie...daí ninguém deve se surpreender com atos anti-humanos como os linxamentos cotidianos nas grandes cidades.

Falência de uma Política de segurança: Belém é a quinta mais violenta

Contra os números não há argumentos: de fato o governo em Ocaso investiu bastante em coletes, armas, alugou 450 carros e realizou concurso público, mas a violência saltou em Belém de 78.5 homicídios para cada 100 mil habitantes entre 2001-2003 para 144.7 homicídios para 100 mil habitantes entre 2006-2008, e hoje temos em média 725 homicídios no ano, o que significa que dois belemenses são assassinados por dia em Belém.


Não basta equipar as polícias com equipamentos e pessoal, é preciso produzir políticas públicas de prevenção e coerção de qualidade. Este é o principal desafio do novo governo que incia em 01-01-2011.

Mestrado em Política: sai a lista dos classificados para Língua Estrangeira

Ontem (15) o Programa de Pós Graduação em Ciência Política IFCH/UFPA, divulgou o nome de 15 candidatos aptos para realizarem o exame de proficiência em Inglês. Veja aqui

Mestrado em Política faz confraternização no sábado(18)

Neste sábado, professores, alunos e servidores que fazem parte do Mestrado em Ciência Política da UFPA fazem confraternização. O local escolhido é a Chácara do Ursão, a partir das 12hs. O local é interessante porque podemos levar nossos filhos, que são presenteados com piscina, bilhar e salas de jogos. Veja o mapa ao lado.

Eleição para o senado: relator contra nova eleição

O Procurador do MPF Daniel Avelino deu parecer contra as pretensões do PMDB que luta por novas eleições para o senado no Pará. O pleno do TRE aprecia esta questão amanhã (16). Esta pernenga terminará em Brasília. Como o relator/procurador extinguiu o processo, caso esta decisão venha a ser confirmada pelo pleno do TRE, aumentará em muito a batalha do PMDB. Ou seja, os advogados pemedebistas lutarão no TSE para que este reforme a decisão estadual, o que obrigaria o retorno do processo para que o TRE-PA viesse a julgar, no mérito, em primeira instância. Creio que a decisão final desta problemática, não demoraria menos de 18 meses, caso o TRE-PA acompanhe o voto do relator.

Segurança: É preciso construir uma política pública para o setor

Nos últimos 4 anos houve muitos gastos com equipamentos e pessoal para a Segurança Pública. Acontece que viaturas, coletes e armas não combatem sozinhas a criminalidade. É preciso criar uma política pública para o setor. Esta roda já foi inventada. E um bom lócus é a experiência tucana em segurança pública aplicada em São Paulo, onde os homicídios foram reduzidos em 70%, num curto espaço de tempo. Aliás, é a queda dos homicídios em S.Paulo, que melhorou a estatísticas de homicídios no Brasil.

Nilson na Educação: a escolha é opção pela melhoria da gestão

Quando Jatene faz uma escolha, também pessoal, para a SEDUC, está apostando na imagem de excelente gestor ostentado pelo deputado Nilson Pinto. Jatene aposta em reverter no curto prazo o caos administrativo em que se encontra a SEDUC.

Saúde: Hélio Franco tem história de seriedade

A escolha do Dr. Hélio Franco para a SESPA, indica que Jatene não pretende admitir patrimonialismo no uso de recursos da Saúde. Quero ver se Jatene suportará as pressões para afastar um técnico desta secretaria. Dr. Hélio é sinônimo de esperança para a saúde dos paraenses. Esta foi uma escolha pessoal e não obedeceu a critérios políticos-partidários.

Casa Civil: o lance é de Zenaldo ou de Jatene?

Por que Zenaldo abriria mão da Câmara dos Deputados por um cargo de poder duvidoso? Zenaldo estaria tentando criar currículo no executivo? Zenaldo seria um plano B de Jatene, para prefeitura da capital em 2012?

Governo Jatene: PSC quer secretaria

A direção estadual do PSC, que está sob a liderança do federal Zequinha Marinho, luta nos bastidores por uma secretaria de estado. Zequinha tem em seu favor, o fato de ser da base do governo Dilma e como tal, tem grandes possibilidades de acesso, mais facilmente, aos cofres de Brasília.

Dilma: Ciro no Ministério?

O deputado federal do PSB/CE, Ciro Gomes deve ir para o Ministério de Integração Nacional. Veja aqui

Orçamento: congresso infla gastos no orçamento

O congresso acaba de inflar os gastos do orçamento em 4.7 bilhões. O discurso contracionista de Mantega é gravemente desafiado. Veja mais aqui

UFPA/ILC: Inscrições para cursos livres-Inglês, Francês e Espanhol

Entre 03 e 14 de janeiro de 2011 estarão abertas as inscrições para os cursos livres. Veja aqui

UFPA: PDI 2011-2015

Nos dias 13 e 14 de dezembro a UFPA- gestão Maneschy- dá os primeiros passos em público para discutir o PDI 2011-2015. Em breve teremos outras modalidades de participação na construção do PDI. Veja notícia completa aqui

Educação infantil: CNE quer fim de reprovação

O Conselho Nacional de Educação quer o fim da reprovação até o terceiro ano do ensino fundamental. Veja aqui

Turismo: escândalos com verbas para eventos

Este escândalo é a bola da vez. Muita verba foi enviada para eventos e estes recursos teriam caidos em ONGS de parlamentares. Agora uma assessora petista está na linha de tiro. Veja aqui

Final de semana e meu lazer com petistas e tucanos

Estive no final de semana com muitos amigos petistas e tucanos. Para minha surpresa, notei discursos moralistas advindo dos petistas em relação ao governo tucano eleito no Pará.Alguém pode levar a sério qualquer discurso ético dos partidos brasileiros? Cortei o debate com uma afirmação: a falta de ética na política transversaliza todos os partidos políticos brasileiros, grandes ou pequenos, pragmáticos ou ideológicos, de esquerda ou de direita. E, chegamos a um consenso geral, não discutiu-se mais sobre pressupostos éticos. E assim, conversamos animadamente até as 20 hs.

Cargo Federal: Claúdio Humberto e Ana Júlia

Claúdio Humberto afirma em sua coluna nacional hoje(13), que Dilma não quer saber de Ana nem no segundo escalão, no terceiro, também não.

Ganzer: Ana perdeu para o machismo

Então eu perguntaria ao deputado Ganzer: Por que Dilma ganhou no Pará?

Saúde, Educação: minhas apostas pessoais

Caso eu fosse apostar nas indicações para saúde e ducação, eu apostaria: Dr. Hélio Franco para a saúde e Dr. Nilosn Pinto para a educação.

Novo governo: quem vai pra saúde?

Dois nomes disputam palmo a palmo a indicação: Dr. Hélio do PPS e Márcio Miranda do DEM. Sabe-se que Jatene incluirá como cota pessoal a saúde, educação e segurança, devido ao quadro caótico nestes segmentos, em que o Pará se encontra. Então pode-se concluir que a indicação, independente das cores partidárias, sairá da preferência pessoal do governador. Menos mal.

governo em Ocaso: A vingança do núcleo duro

Segundo fontes credibilizadas, os 254 sacrificados pelo núcleo duro com a sumária exoneração do DAS, foram assim classificados: inimigos do PMM do B internos à DS, Inimigos dentro do PT e os inofensivos. Os inofensivos pagaram caro por serem competentes e como tal, o novo governo não deve ter acesso aos mesmos.

Boletim Transparência Florestal Outubro de 2010

Em outubro de 2010, o SAD detectou 153 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal. Isso representou uma redução de 21% em relação a outubro de 2009 quando o desmatamento somou 194 quilômetros quadrados.


O desmatamento acumulado no período de agosto de 2010 a outubro de 2010 totalizou 534 quilômetros quadrados. Em comparação com o período anterior (agosto 2009-outubro 2009), quando o desmatamento somou 682 quilômetros quadrados houve redução de 22%.


Em outubro de 2010, os estados com maior área desmatada foram Rondônia (34%) seguido do Amazonas com 30%. O restante do desmatamento ocorreu em Mato Grosso (16%), Pará (10%) e Acre (10%).


Foi possível monitorar com o SAD 60% da área florestal na Amazônia Legal em outubro de 2010. Os outros 40% estavam cobertos por nuvem o que dificultou o monitoramento na região principalmente no Pará que teve 56% da sua área de floresta coberta por nuvens. Isso pode ter afetado o ranking do desmatamento entre os Estados.


Em outubro de 2010, os 153 quilômetros quadrados de desmatamento detectados pelo SAD na Amazônia Legal comprometeram 9,5 milhões de toneladas de CO2 equivalente o que representa uma queda de 20% em relação a outubro de 2009.


O desmatamento acumulado no período de agosto de 2010 a outubro de 2010 resultou no comprometimento de 31,6 milhões de toneladas de C02 equivalentes. Isso representa uma redução de 24% em relação ao período anterior (agosto de 2009 a outubro de 2009) quando o carbono florestal afetado pelo desmatamento foi cerca de 42 milhões de toneladas de C02 equivalente.


As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 562 quilômetros quadrados em outubro de 2010. Em comparação com o período anterior (outubro de 2009) houve um aumento extremamente expressivo de 446% quando a degradação florestal somou 103 quilômetros quadrados. A maioria (59%) da degradação florestal ocorreu em Mato Grosso (59%).


A degradação florestal acumulada no período de agosto de 2010 a outubro de 2010 totalizou 2.617 quilômetros quadrados. Isso representou um aumento expressivo (244%) em comparação com o período anterior (agosto de 2009 a outubro de 2009) quando a degradação florestal somou 760 quilômetros quadrados.




Arquivo: http://www.imazon.org.br:80/novo2008/news/112337sadoutubro2010.pdf

SEMA: Adjunta presa

Neste momento, a Secretária Adjunta da Secretaria de Meio Ambiente do Estado está depondo na PF. Hoje a PF está prendendo mais 06 pessoas, sob suspeita de formação de quadrilha com a liberação de licenciamento ambiental no Pará. Haja negação da Res Pública.

11-12: confratenização no sítio do Ursão

Neste sábado (11), a partir das 12:00 hs, toda a turma que faz política acadêmica , do mesmo lado, estará no sítio do Ursão (mapa ao lado) fazendo a confraternização do final de ano. Cada um paga a sua conta. Deve ser anunciado uma comissão de ética contra o comandante mor: por mal comportamento no interland.

Mídia e esporte:Goiás...o indesejado

Os grandes meio de comunicação não conseguiram disfarçar a torcida contra o time do Goiás na Copa Sulamericana. Grêmio e Mengão lucraram com a eliminação do "nortista".

analfabeto: Pará na liderança

Mais de 12% de jovens com 15 anos são analfabetos no Pará e mais 13% são analfabetos funcionais. O Pará continua batendo recordes negativos na educação brasileira...enquanto isso 90 milhões estão evaporando na Seduc.

Confraternização: reunião de final do ano

O encontro do dia 11-12 (sábado próximo) deverá ocorrer próximo à BR 316. Será na casa do colega Jefferson, regada à cervejinha, refri, picanha e peixe grelhado. Em breve divulgo o mapa da residência do Ursão.
Para as crianças teremos piscina e espaço para vídeo-games, além de duas mesas de bilhar.
OBS: cada um paga o seu consumo.
................

Veja o mapa da Toca do Ursão






Senado: novo código do processo penal

O senador aprovou o novo código do processo penal. Está em curso o fim da prisão especial para quem possui o nível superior e a criação do juiz de garantias. Agora o código vai à Câmara dos Deputados. Veja mais aqui

Entidades de fachada: 798 milhões para divulgar eventos

O ralo para repasse à entidades de fachadas continua em alta no parlamento nacional. Esta prática possibilita uma visão indireta da corrupção institucionalizada. Veja aqui

Percepção popular: a corrupção é praga geral

para 64% da população a corrupção aumentou no país. Veja aqui

UFPA: Hospital Bettina tem novo Diretor

O Médico-Cirurgião , Prof. Dr. Paulo Amorim acaba de assumir a direção do Hospital Universitário Bettina Ferro.

MPF urgente: estão liquidando com 90 milhões na Seduc

Neste momento, 90 milhões, em verbas federais, destinada à educação do Pará estão sendo "evaporados" na Seduc. Creio que de fato, o Amapá é aqui.

corrupção: Amapá é aqui?

Os analistas de plantão apostam que nos próximos meses, a ação do MPF e da PF chegarão no entorno do governo em ocaso. Veríamos as cenas ocorridas no Amapá por estas bandas? dizem que os rombos se multiplicam.

2012: Valéria seria alternativa do DEM?

Só Valéria poderia dar um fôlego aos liberais do DEM nas disputas de 2012. Será que os Pires Franco estão dispostos a este retorno?

2012: as apostas pemedebistas

Parece que Priante surge como o favorito, dentre os pemedebistas, para a disputa de 2012 em Belém. Nos bastidores vem sendo dado como certa o pedido deste partido por uma secretaria estadual do novo governo para que Priante fique fazendo política em Belém.

2012: as apostas para o candidato petista

Os mais realistas falam que o PT não terá candidato competitivo em 2012. A tendência natural é que a sociedade civil petista vai de Edmilson no segundo turno. Uma coisa é certa: o veto ao nome de Ana Júlia é o maior consenso entre todas as tendências vermelhas para qualquer disputa majoritária.

2012: as apostas do PSDB

Nos bares "políticos" da cidade a aposta é em torno de quem será o candidato do PSDB em 2012: os mais serenos falam em Jordy. Zenaldo, Nilson Pinto e Paulo Chaves também frequentam as apostas tucanas.

WikiLeaks: Venezuela e as divergências Brasil-EUA

Documentos secretos revelam as divergências entre Brasil e Estados Unidos. O Le MOnde revela documentos secretos via WikiLeaks: veja aqui

Intolerância: denúncias de homofobia cresce no Brasil em 2010

A intolerância mostra sua face mais terrível. Em 2010 na internet, creceram os números de ataques homofóbicos no Brasil. Veja aqui

Segurança: Haiti possibilita intervenção do exército em todo o Brasil

O exército começa a esboçar um plano nacional de ação em apoio à segurança interna. A experiência do Haiti dá este know how. Veja aqui

PT: ex-prefeito de BH será ministro de Dilma

Fernando Pimentel foi convidado para ser ministro de Dilma: veja aqui

USP: omissão de socorro e morte

Estudante morre na USP por omissão de socorro. Veja aqui

COP 16- segundo período de Kyoto?

Agora a meta é bem modesta: conseguir um compromisso para um segundo período de Kyoto: veja aqui

No reino em Ocaso: estória de caronchinha

A Rainha destronada compareceu para uma primeira avaliação dos motivos da queda do reino. Todo o núcleo estadual Wigs estava reunido, então foi dada a palavra à sua ex-majestade: para a surpresa de todo o alto clero estadual a dita cuja começou a expor a sua avaliação da tsunami eleitoral que varreu o seu reino : o teor do discurso foi inacraditável, começou avaliando que a mesma se sentia vitoriosa, porque conquistara 44% dos votos estaduais contra uma detestável e ambiciosa ave bicuda e colorida. Passou quase duas horas proferindo auto-elogio.

Os demais membros do alto escalão estadual, da corte caída, olharam-se incrédulos após o discurso da Rainha caída: todos e cada um retiraram as inscrições e a reunião terminou como começou, ou seja: sem avaliação nenhuma: caso alguém viesse a falar, as estruturas políticas da corte caída seriam despedaçadas, com consequências imprevisíveis.

Enquanto isso, a Rainha caída quer ser a linha de frente das próximas disputas majoritárias. Sai prá lá dona Guará sem noção.

COP 16: no México atores globais falam em decisão "equilibrada"

Está finalizando a COP 16 no México. Da desconfinaça inicial entre países desenvolvidos, emergentes e em desenvolvimento, surge a mediação possível: uma decisão "equilibrada" é o termo que está sendo usado pelos EUA e União Européia. Veja mais aqui

Comissão de orçamento federal-2011: novo escândalo

O Estadão flagrou o senador Gim Argello em esquema de corrupção na elaboração do orçamento da União para 2011. Veja aqui

Bolsa Família: exclusão estrutural

50% das famílias que recebem o Bolsa Família deverão ficar nesta situação até a morte. Estamos na sociedade do conhecimento e até para ser auxiliar de pedreiro é preciso saber ler e interpretar. O Brasil ainda possui 25% de analfabetos funcionais e 8% de analfabetos totais. Portanto, o Bolsa Família, como política social compensatória, ainda é absolutamente necessário pra dar sobrevida a milhões de excluídos, catapultados pela sociedade darwinista em que vivemos. Veja mais aqui

Eleições 2010: financiamento de campanha

Ilustre conterrâneo Parsifal Pontes, assino em baixo, é por isso que, como você, afirmo e reafirmo: o financiamento de campanha já é financiado pelo Estado, porém é distribuido de forma assimétrica. Excelente postagem...aqui

Computer Store e a venda de um Notebook

Fui comprar um Notebook na Computer Store da Antônio Barreto. O valor à vista era de R$ 1.700,00 (hum mil e setecentos reais). Dei de entrada mil reais e fui financiar setecentos reais, de dez vezes. Para minha surpresa a funcionária do caixa registrou: uma entrada e mais dez, ou seja, eu pagaria juros sobre os mil e setecentos e sobre dez prestações. Resultado: rodei a baiana e cancelei a compra.

DCE-UFPA: Esquerda volver

PSOL e PSTU ganharam mais uma vez o DCE-UFPA. PT e Cia. já são fregueses.

UFPA: Secundaristas contra o ENEM

Ontem fui levar o recibo de meu plano de saúde na PROGEP. Ao chegar na reitoria, encontrei exatamente, 20 estudantes na porta principal da mesma. Ninguém podia acessar a reitoria por esta porta. Estes estudantes faziam um protesto contra a utilização da prova do ENEM na primeira fase do vestibular da UFPA. Note-se, as portas da reitoria estavam cerradas por faixas.

A organização "revolucionária" que reune este grupo de estudantes é o Partido Comunista Revolucionário-PCR, que dá seus primeiros passos rumo à implantação de uma célula no movimento estudantil da universidade. Para os leninistas as universidades são vistas como lócus para recrutamento de quadros oriundos da pequena burguesia. Este é o único e exclusivo objetivo destas organizações.

Castanhal-UFPA: encontro de coordenadores dos campi

Ontem e hoje está ocorrendo um encontro dos coordenadores dos campi da UFPA, em Castanhal. O reitor Carlos Manesky está participando deste evento.

Brasileirão: qual será o placar da final- Flu e Guaraní?

Quem acertar este bolão ganhará todas as despesas ( no limite de R$ 100,00) pagas na confraternização do dia 11-12, no Doca Boulevard

Novo Código do Processo Penal: Juiz de garantias- fortalece ou enfraquece a produção de justiça?

A criação do juiz de garantias pelo Novo Código do Processo Penal -PLS 156/09, está em questionamento pelos juizes federais. Esta criação institucional fortalece ou não a possibilidade de se evitar abusos do juiz de primeira instância? Saiba mais aqui

Governo Dilma: governadores de esquerda do nordeste querem 3 ministérios e 4 estatais

Para se contrapor ao apetite dos "imperialsitas" do sul-sudeste, três governadores do nordeste (PT-PSB) querem bancar três ministérios e quatro estatais. Parece que o nordeste quer poder de fato. E para tal, partidos diferentes aliançam-se e fazem lobbie junto à presidente eleita. Enquanto isso, o norte continua na periferia da periferia. Leia mais aqui

11-12-2010: Reunião de gente que ajuda e gosta de Maneschy

No sábado (11-12), os amigos de militância acadêmica do Maneschy, estarão fazendo uma singela confraternização de final de ano. Será no Doca Boulevard (Capital Steak Hall), a partir das 12hs.

Brasil: Estado empresário

Estudo publicado no Diário, mostra que o governo brasileiro é sócio de 119 empresas. Veja aqui

Santarém: Por que Ana perdeu de "lavada" na Terra de Maria?

Maria do Carmo foi reeleita em 2008 em Santarém. Por que Ana Júlia apanhou de goleada nas eleições de 2010 nesta cidade? Com a palavra os estrategistas vermelhos e os mocorongos.

PT: Tendências de volta à sociedade civil

Após perder o governo de Belém e do Pará, as tendências internas do PT devem fazer um movimento de volta à sociedade civil. Afinal, os DAS's do governo federal exigem perfil técnico e se for cargo político, só devem ser contemplados os caciques petistas. A militância deve lutar para reconquistar sindicatos, fundar ONGS ou adentrar as salas preparatórias de concursos públicos. É tempo de vacas magras.

SEDUC: Só se for Nilson

Nos bastidores da política ampliam-se os rumores de que o governador eleito convidou o deputado federal Nilson Pinto para a SEDUC. Mas Jatene estaria resistente em aceitar a indicação de um outro nome sugerido por este deputado para esta pasta. No fundo, o governador gostaria de agradar nomes importantes da coligação vitoriosa que estão na suplência da Câmara dos Deputados e que seriam beneficiados com a ida de Nilson para a SEDUC. A queda de braço continua.

Geração "Tela": jovens estão cada vez mais sedentários

Pesquisa mostra que os jovens preferem ficar na internet do que enfrentar o trânsito e outras modalidades de desconforto para visitar museus e ou ir para a academia. Veja mais aqui

COP 16: Cancún sob divergência

O método de financiamento ao combate à emissão de gases que produzem o efeito estufa está no centro das divergências da COP 16 que está se realizando no México. Veja mais aqui

Wikileaks: Embaixador americano relata corrupção e tráfico de influência no governo Lula

A organização Wikileaks que está divulgando na internet 250 mil documentos secretos dos governos mundiais, cita o diagnóstico que o embaixador americano no Brasil, faz entre 2008 e 2009, sobre o governo Lula, caracterizando-o como corrupto, que deixa-se dominar pelo tráfico de influência e que não enfrentou o problema do crime e da segurança pública. Veja mais aqui

Novo Ministério: PT e PMDB na bronca com Dilma e Lula

As bancadas federais do PT e do PMDB estão na bronca com o método das escolhas da nova equipe ministerial do governo Dilma. As bancadas ainda não emplacaram nenhum nome, e a cada dia, sabem pela imprensa ou correlatos, os futuros membros da equipe ministerial. PMDB já declara guerra e o PT, disciplinado, resmunga pelos corredores da Câmara dos deputados. Veja aqui

Novo Ministro da Saúde: PMDB apara "asa" de Sérgio Cabral

Tentando criar um fato consumado, o governador Sérgio Cabral, sem consultar o PMDB e nem o o vice presidente eleito, Michel Temer, anunciou o novo Ministro da Saúde do governo Dilma. Resultado, o PMDB vetou a escolha. Veja aqui

Parlamento Europeu: União Européia deve reconhecer casamento gay

Todos os países da União Eurooéia estão muito perto de virem a reconhecer o casamento gay. Veja aqui

Novo Ministério: Dilma tira Amorim das Relações Exteriores

A Ministra Dilma Roussef escolheu Antônio Patriota como novo ministro das Relações Exteriores. Celso Amorim deixa a pasta. Veja aqui

Pré-Sal: senado aprova e Lula deve vetar

O senado aprovou o marco regulatório do Pré-Sal que prevê a distribuição de recursos igualitária entre todos os entes federativos do Brasil. A União deverá cobrir as perdas dos estados produtores. O Presidente Lula deve vetar. Por outro lado, verbas para ciência e tecnologia, ensino superior e combate à pobreza ficou somente nas intenções. Veja mais aqui

DCE-UFPA: oposição tenta vencer chapa Trotskista

Hoje tem eleição para o DCE-UFPA. Essa entidade é controlada pela extrema esquerda há pelo menos 5 gestões consecutivas. Agora, estudantes ligados ao PT-PC do B- PPS -PMDB e PSDB tentam retomar a entidade vencendo a chapa do PSOL-PSTU. O DCE e suas diretorias continuam vivendo no passado, como se a agenda estudantil de hoje ainda fosse a macro política, que caracterizou a intervenção política na época da Ditadura Militar e da Redemocratização.

CACS-UFPA: PSOL/PSTU derrotados

Nas eleições para o Centro Acadêmico de Ciências Sociais da UFPA a chapa de oposição formada por uma frente de PT-PC do B e independentes derrotou a chapa do PSOL-PSTU.

Magalhães Barata e Jáder: similitudes

Magalhães Barata imperou na política paraense entre 1930 e 1959. Claro, entre 1935-1943 este político esteve "exilado" fora do estado, depois da crise de 1935 na qual a família Chermont rompeu o pacto do PL pró Barata. Mas ao tempo em que esteve no Pará a partir de 1930, Barata jamais ficou sem um mandato eletivo, o que lhe permitiu sobreviver na política sectária que então vigía no Pará.

Entre 1930 e 1935 Barata foi interventor. Voltou nesta mesma condição em 1943, se elegendo senador em 1945 depois de ajudar eleger Moura Carvalho governador. Como senador, pode sobreviver à derrota para Assunção em 1950, vindo a se eleger governador diretamente em 1955, onde morreu no cargo em 1959.

Jáder tem mandatos ou cargos públicos no Pará desde 1966, quando elegeu-se pela prineira vez vereador de Belém pelo MDB. Jáder estréia em cargo executivo em 1982, quando elegeu-se governador. Em 1986, elegeu Hélio Gueiros governador. Quando Jáder sai do governo do estado em 1987, assume os ministérios da Reforma Agrária e da Previdência, no governo Sarney.

Em 1990, Jáder novamente se elege governador e em 1994 ganha eleição para o senado federal. Renuncia o mandato em 2001, mas em 2002 e 2006 se elege e reelege-se deputado federal.

Agora, novamente Jáder está sem mandato e assim deve permanecer até as eleições de 20012 ou 2014. Salvo, se as eleições para o senado forem anuladas no Pará e este vier a concorrer novamente, neste presumível pleito.

Mas uma coisa é certa, Jáder poderá ficar pela primeira vez em sua história política, alguns anos sem mandato político. Porém, Jáder deve sobreviver politicamente, pois conta em seu favor com um império de comunicação.

Enfim, os adversários e inimigos de Jáder ainda o suportarão por pelo menos mais uma década e meia na vida política do Pará. Independente do juizo de valor que se tenha sobre a vida política de Jáder, este poderá ainda se constituir no político com maior longevidade política no Pará, em cargos de mando, seja no partido ou em cargos executivos em nosso estado.

Pré-sal: PEC 300 empaca marco regulatório

A pressão pela aprovação da PEC 300 empacou a aprovação do marco regulatório do Pré-Sal. Veja aqui

Remo: quem presidirá?

Sérgio Cabeça presidirá o Clube do Remo.

Jáder: renúncia e objetivos

A renúncia de Jáder tem mensagens abertas e sub-reptícias: a mensagem aberta é que Jáder está afirmando para quem quiser ouvir, que continua na vida pública. Esta renúncia a poucos dias do final do mandato sinaliza para o PMDB, para o governo federal e para a sociedade, que Jáder continua respirando na política. Hoje (30) Jáder está nos principais sites do país e amanhã (01-12), estará em todos os principais jornais do país denunciando a cassação branca da qual foi vítima.

Este ato político denunciatório, indiretamente, deixa seus inimigos atônitos: Jáder, ao perder o fôro privilegiado, tem seu processo por improbidade administrativa retirado do supremo e enviado à justiça comum, onde recomeça a tramitar.

Enfim Jáder mata dois coelhos com uma só cajadada.

Pós-Graduação aos Técnico-Administrativos

Os Conselhos Superiores e a reitoria têm estimulado os programas de pós-graduações para que ofereçam vagas aos servidores de nível superior da UFPA. Os objetivos são claros: estimular estes servidores para que continuem a estudar para melhorar suas remunerações, ao mesmo tempo em que qualifica em nível de pós-graduação, seus recursos humanos.

Muitas concepções elitistas já se colocam contra esta política do reitor Carlos Maneschy. A maioria dos argumentos é de que os servidores só poderiam se pós-graduar em mestrados e doutorados profissionalizantes. Eu discordo peremptoriamente desta concepção elitista. Em primeiro lugar, acho necessário que os mestrados e doutorados profissionalizantes cheguem à UFPA, mas por outro lado, é possível conciliar a maioria dos mestrados com os interesses da UFPA e dos seus servidores. Querem um exemplo? Em Ciência Política, poderíamos produzir cientistas políticos oriundos dos quadros da UFPA, especialistas em políticas públicas, em suas diversas dimensões, como: formulação, processo decisório e implementação de políticas públicas, em educação, orçamento, finanças, gestão de pessoas, e assim por diante.


Um mestrado em Química poderia qualificar nossos técnicos de nível superior, tornando-os cientistas. Atualmente, no mestrado em Civil, o engenheiro Marcos Vinícius, o Marquinho, ex-prefeito dos campi, está inventando, nova modalidade de cimentos a partir da lama da bauxita, que é mais duro do que o cimento de caucário.

Servidores dos hospitais universitários poderiam fazer mestrado em Serviço Social ou Psicologia e assim por diante. Na Unicamp existem mais de 4.000 servidores com pós-graduação.


Creio que os argumentos elitistas não sobrevivem à realidade. As vagas destinadas ao público em geral não serão subtraídas.

ALEPA: Jáder aventa presidência de consenso

Quem leu a entrevista de Jáder sobre seu encontro com Jatene conclui que a presidência da ALEPA deve ser decidida em comum acordo entre Jatene e Jáder. Essa informação sinaliza que qualquer novo presidente da ALEPA, deve ter amplo trânsito entre Jatene e Jáder. Neste perfil se encaixam como uma luva, Pioneiro e Carmona.

Novo governo estadual: o pepino que Jatene encontrará

Jatene encontrará um estado com novas dívidas. Só de novos empréstimos foram dois bi e quatrocentos milhões. Não sabemos ao certo, quanto deste valor foi destinado a investimento em infra-estrutura econômica, o que poderá gerar retorno em médio prazo. Creio que o povo do Pará precisa saber como estes recursos foram gastos. Não estou preocupado em especular sobre nenhuma dimensão de "desvios", mas sim, quero saber quanto deste recurso foi em direção de gastos fixos e permanentes e quanto foi destinado para investimentos estratégicos para a economia do estado.

Creio que a governadora em mandato findante e ou o novo governador, devem informar ao povo do Pará, sobre o destino deste empréstimo bilionário que será pago por esse mesmo povo, nos próximos trinta ou quarenta anos.

NPI: Professora "mal humorada" pede desculpa pela metade

A Professora, após a coordenação do ensino fundamental do NPI ( Escola de Aplicação da UFPA), ouvir os estudantes da turma 504, da quinta série e estes confirmarem o bulling cometido pela professora Helenice Ribeiro de geografia, contra meu filho Rohuanhi, esta balbuciou, constrangida, as seguintes palavras; "descupem pelo mal entendido".

É consenso dentre os alunos, da turma 504, a idéia de que esta professora passa 90% de seu tempo junto a esta turma, de mal humor. Rohuanhi tem intercedido para que paremos por aqui e que venhamos a encerrar este assunto. Minha vontade seria levar esta docente às barras da justiça. Estou esperando a resposta do NPI e da ouvidoria da UFPA, para então tomar uma decisão final sobre esta agressão contra o meu garotinho.

Governo Jatene: Jáder junto com o PSDB

Em entrevista publicada no blog Perereca d a Vizinha, neste final de semana, Jáder confirma a ampla sintonia com o novo governador eleito, e parece confirmado que o PMDB fará parte da coalizão de governo que ajudará jatene, assim como garantirá estabilidade parlamentar, também conhecida como governabilidade. Veja mais aqui

Confronto na Ásia: China convoca cúpula contra a guerra

A China acaba de convocar uma reunião de emergência para tentar evitar uma corrida armamentista na região. Na semana passada a Coréia do Norte atacou uma cidade sulcoreana, deixando dois mortos. Veja mais aqui

Dívida com a União: IGP-DI arrocha estados

Como a dívida dos estados com a união está indexada pelo IGP-DI, que capta as variações do câmbio de das commodities internacionais, o resultado é um arrocho gigantesco contra os estados. Os governadores começam um movimento junto à Presidente eleita par alterar esta forma de indexação, leia mais aqui

UFPA: Prova do ENEM provoca Insatisfações.

Quarta-feira (24) um grupo de estudantes de cursinhos preparatórios para o vestibular da grande Belém veio em caráter de manifestação para apresentar sua insatisfação com a prova do ENEM.


Eram aproximadamente 200 estudantes que ocuparam o HALL da reitoria em uma forma de pressionar a Administração Superior e seus Conselheiros de Ensino e Pesquisa – CONSEP.


Como o movimento, liderado pelo PSOL (APS - Contraponto e CST – Vamos a Luta), não conseguiu entrar e ocupar a reunião do CONSEP, os manifestantes formaram uma comissão para entrar pacificamente e dialogar com o Reitor em exercício Horácio Schneider e o Pró-Reitor Fernando Arthur, onde os manifestantes apresentaram suas reivindicações:


1 – Pedido de substituição do ENEM pelo PSS tradicional;
2 – Pedido de uma seção extraordinária do CONSEP para discutir a questão.


Os alunos desceram e comunicaram que a reitoria estava firme na sua posição de manter a metodologia de Exame, argumentando não existir matéria suficiente para alterar a forma de acesso à universidade, uma vez que a própria justiça considera válida a prova. O fato deixou os alunos ainda mais irritados e decidiram, então, bloquear as duas entradas da reitoria forçando os funcionários a ficarem presos no prédio.


No momento que os coordenadores do DCE, e membros do CONSEP, Anderson e Zaraia resolveram entrar e foram proibidos pelos seguranças deu-se início a um empurra empurra que terminou na agressão dos estudantes Anderson, Zaraia e Rubens Camelô.

Governo Dilma: equipe econômica com discurso "fiscalista"

A equipe econômica de Dilma afirma que é preciso fazer mais com menos dinheiro. Veja aqui

PSDB: FHC contra disputas intestinas

FHC reage às disputas entre as bandas regionais do PSDB. Leia aqui

Montagem do governo Dilma: Palocci aceita Casa Civil

Antônio Palocci aceitou o convite de Dilma para a Casa Civil. Veja aqui

Copa Sul Americana: Independiente enfrenta Goiás

Goiás e Independiente farão a final da Copa Sul Americana. Veja aqui

Baixada Santista-SP: vereador do PT é assassinado

Vereador petista é assassinado e nada foi roubado. Veja aqui

Governo Jatene e o encantamento do PR

Os jornais de hoje noticiam que o PR, do deputado federal Lúcio Vale e do vice prefeito Anivaldo Vale, só esperam um assovio de jatene para inciar o flerte. É o governismo partidário que possibilita a conquista de recursos para a realização do Pork Barrel, que é absolutamente necessário para a sobrevivência dos partidos, meramente, eleitorais, como é o caso do PR.

Governo Jatene: Federais terão papel importante

Além da luta pela conquista de orçamentos anuais ao Pará, os deputados federais tucanos deverão ocupar parte do poder do novo governo estadual. Nilson Pinto por exemplo, deve ajudar Jatene na área de educação, ciência e tecnologia do novo governo, onde é expert.

Governo Dilma: Palocci volta com poder total

Logo após o STF inocentar o ex-Ministro da Fazenda Antônio Palocci das acusações que o derrubaram durante o governo Lula, este volta todo poderoso ao governo Dilma, foi nomeado Ministro Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República. Este ministério deverá assumir o status hoje representado pela Casa Civil. Sem dúvida uma super volta.

Dilma bate o martelo frente aos aliados

A presidente eleita Dilma Roussef bateu o martelo frente aos partidos aliados: cargos considerados de Estado não serão negociados como: Banco Central, Ministérios da Fazenda, Planejamento e Receita Federal, ou seja, estão fora da barganha política.

Dilma, PMDB e o blocão

Como todo ator importante, o PMDB tenta aumentar para mais de seis ministérios sua presença no governo Dilma. A construção do blocão (PMDB, PR e PTB) sinaliza ao governo que o PMDB, se quiser pode eleger os presidentes do senado e da Câmara dos Deputados.

Logicamente que o planalto desmonta quantos blocos forem formados, mas a tinta da caneta sai muito cara. O presidencialismo brasileiro cavalga entre um poder formal muito alto do chefe do executivo e a alta fragmentação partidária, que transforma os partidos em donos de nomes e postos ministeriais.

Diríamos que o presidencialismo brasileiro é um misto entre os altos poderes do primeiro ministro inglês e a fragilidade política do primeiro ministro Italiano.

Avenida João Paulo II com Perimetral: o sinal promove engarrafamento

Pois é, tomei a iniciativa de bandonar, no horário do pico, a avenida João Paulo II. É que todo o tempo economizado na viagem é perdido quando chegamos no cruzamento das avenidas João Paulo II com a Perimetral. Neste cruzamento existe um sinal verde: para quem vem da João Paulo II, que só dura 30 segundos, enquanto o sinal, de quem vem da Perimetral em direção à Almirante Barroso, dura quase dois minutos.

Na segunda feira demorei quarenta minutos neste sinal, só passam dez carros de cada vez. Na quanta feira, demorei 30 minutos.

Este sinal, está anulando todo um esforço da construção de novas de vias para desafogar a BR 316 e a Almirante Barroso, como: Independência, Júlio César, Tavares Bastos e João Paulo II. Construiu-se o elevado Daniel Berg, mas a engenharia de tráfego da CTBEL está tornando nulo este gigantesco esforço para desafogar o trânsito da Br 316, Almirante Barroso e Duque de Caxias.

UFPA: Maneschy, gestão e ação

Maneschy completa em dezembro 17 meses de gestão. Além das obras do REUNI que estão em curso, Maneschy está licitando 60 obras para a UFPA que devem iniciar em 2011. Por outro lado, o novo reitor está substituindo o fracassado SIE, ultimando as propostas para o PDI 2011-2015, ampliando a pós graduação e batendo a cabeças para começar uma cruzada pela melhoria do ensino de graduação.

Outra grande iniciativa da gestão Maneschy é a sensibilização dos mestrados para que ofereçam pelo menos 6 vagas (cada) para os servidores de nível superior da UFPA.

Mulheres no governo Dilma: Marta Suplicy ajuda

E a senadora eleita por São Paulo, Marta Suplicy, está ajudando a presidente Dilma a preencher cotas de mulheres nos ministérios. Veja aqui

ENEM vazou

A Polícia Federal está enquadrando os beneficiários do vazamento da prova do ENEM. Veja aqui

Guerra em potência: a questão coreana

Desde 1954 foram suspensas oficiosamente a guerra entre Coréia do Norte e Coréia do Sul. Na práticas estes dois países, que na verdade é uma única nação, vivem divididos ideologicamente, e hoje, seguramente, divididos culturalmente. Neste momento estes países estão trocando farpas, digo, tiros..Veja mais aqui

NPI: denúncia protocolada

Ontem (23) protocolei no NPI, denúncia contra a prof. Helenice de geografia por assédio moral contra uma criança de 11 anos. Fiz o mesmo procedimento perante à ouvidoria da universidade.

Meu advogado orienta que só devo dar o próximo passo, após o resultado da denúncia feita ao NPI.

O PT e a ALEPA

O PT precisa de espaço político dentro da ALEPA para realizar o combate na oposição. Ao PT, no mínimo interessa controlar comissões importantes capazes de obter recursos de poder para realizar o confronto e a negociação. Neste sentido, o PT deverá lutar para que a ALEPA tenha um presidente que não tenha petêfobia.

O PT, junto com o PSOL e o PSB controlam 11 deputados, ou seja, quase um terço da ALEPA. Neste sentido, Jatene viverá um dilema: isolar o PT e construir um polo de oposição permanente na ALEPA, capaz de travar votações importantes, e\ou trabalhar para que a ALEPA tenha um presidente que venha a dialogar com o PT. E nesta situação, o PT poderá "abocanhar" comissões importantes na Casa. Pelo critério da proporcionalidade regimental, o PT tem esse direito, naturalmente.

O PSDB e a presidência da ALEPA

Creio que dentro do PSDB a disputa principal será entre os nomes de Manoel Pioneiro e José Megale. Ambos têm muito cacife com Jatene, aquele pela fidelidade e este pela combatividade em 4 anos de oposição. Enquanto Pioneiro tem bom trânsito na oposição, Megale tem muitos vetos na mesma, devido aos confrontos com o PT na ALEPA nos últimos anos.

Sucessão na ALEPA e o PMDB

Caso as notícias nacionais se confirmem, o PMDB deverá estar frágil no Pará, perante o governo Dilma. Todos os petistas afirmam que os medalhões do PMDB não jogaram peso na eleição de Dilma. O PMDB sempre teve a máquina federal nos últimos 16 anos, seja com FHC, seja com Lula. Isto o fez sobreviver na oposição estadual, principalmente no tempo do governo Almir e no primeiro governo Jatene.

Agora o PMDB, caso venha a perder força na máquina federal no Pará, correrá sério risco de transformar-se em um micro partido, afinal é o governo federal, mais que o governo estadual, que tem recursos para operar com políticas públicas municipais. O PMDB, enquanto partido, não declarou apoio a ninguém no Pará, no segundo turno e só será contemplado no secretariado estadual, caso Jatene assim o queira.

Claro, o PSDB não pode deixar PT e PMDB juntos na oposição. E mais uma vez, vai ser o desempenho parlamentar que garantirá um lugar ao "sol" ao PMDB do Pará. Mas creio que o PMDB estará muito cauteloso na hora de querer exigir a presidência da ALEPA. Ou o PMDB tem secretarias ou tem o controle da ALEPA.

Portanto, é grande as possibilidades de Jatene com o apoio do PMDB, vir a garantir a presidência da ALEPA com o PSDB na cabeça.

Equador:Militares contra Corrêa

Veja os principais acontecimentos no Equador que estão colocando o Presidente Corrêa e os policiais militares em campos opostos. Veja aqui

Lei Kandir: Estados exportadores querem compensação

Governadores eleitos de estados exportadores, estarão amanhã(23) em Brasília pressionando o congresso em busca de aprovação de Lei Complementar que regule o repasse da União a estes estados, referentes à compensação com a perda de receitas devido à Lei Kandir. Veja mais aqui

UFPA: SIE já era

A implantação do SIE, trazido da Universidade Federal de Santa Maria, revelou-se um fracasso onde foi implantado, inclusive na UFPA. Quem está sofrendo, e muito, com uma tecnologia ineficaz são discentes e docentes da UFPA. Agora o reitor Maneschy, juntamente com as universidades do norte e mais 13 universidades federais do Brasil, estão iniciando operação com um sistema desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que inclusive oferece uma interface com a internet. Professores poderão lançar o conceito dos alunos de suas próprias residências.

Os especialistas da SECOM, quando da implantação do SIE, deram parecer contrário, mas não foram ouvidos e, deu no que deu.

Assédio moral no NPI

Meu garotinho de 11 anos e sua equipe apresentaram um trabalho de geografia da Escola de Aplicação da Universidade( NPI). Após a apresentação do trabalho sobre o -Big Bang- a "distinta" professora Helenice Ribeiro chamou o meu filho Rohuanhi de "incompetente" e de "desentendido". Estou formalizando, por escrito, uma reclamação à coordenação de ensino fundamental a este respeito. Quero que a Escola trate deste comportamento docente em reunião colegiada.

Na verdade foram dois constrangimentos consecutivos que meu menino passou: o primeiro momento ocorreu quando meu filho, Rohuanhi, em nome do grupo, foi "baixar" da internet, em um computador da escola, um arquivo sobre o Big Bang. O texto surgiu todo em Inglês, note-se, era uma apresentação preparatória, em sala, para a feira da cultura. A professora teve um "pequeno" descontrole emocional e exclamou "Rohuanhí...tu és incompetente...Então a turma, incontinente, sugeriu que Rohuanhí baixasse outro arquivo, então a "delicada" docente ampliou o constrangimento em direção a uma criança de 11 anos e disse, em alto e bom som: se eu fosse voces não deixaria que o Rohuanhí assumisse esta tarefa...porque ele não entende disso.

Rohuanhí chegou em casa triste e revoltado com tamanho constrangimento: no dia da feira cultural, a equipe apresentou o trabalho de forma correta, usando o recurso de note book e internet móvel com a coordenação de Rohuanhí, de onze anos.

Caso esta professora continue com esta maneira, nada pedagógica, de tratar as crianças, eu entrarei com denúncia perante o conselho tutelar, no MPF . E creiam, o Rohuanhi é um nerd, imaginem, se não fosse.

UEPA: PT provando do próprio veneno

As regras do jogo são claras nas universidades, tanto em nível federal como estadual: o presidente ou o governador tem poder discricionário de nomear qualquer um dos nomes da lista tríplice para reitor, seja no plano federal, seja no plano estadual.

O PT sempre defendeu que o mais votado fosse o nomeado. Lula sempre nomeou o mais votado, independente da cor partidária. Mas o PT não transformou sua concepção em norma jurídica, quando de sua passagem nestes primeiros oito anos de governo federal, assim as regras do jogo para nomeação de reitor continuam na mesma lógica da lista tríplice.

No Pará e nas eleições da UEPA, a governadora Ana Júlia se recusou a nomear o prof. Dr. Sílvio Gusmão que fora o mais votado nas eleições, de acordo com as regras estabelecidas. E já ia nomear um sindicalista do PT, que obtivera o terceiro lugar na disputa eleitoral, quando começou a batalha judicial que paralisou a UEPA por dois anos. E este fato foi mais uma super fonte de rejeição de Ana e seu governo na UEPA.

Agora o PT não tem moral para lutar para que o mais votado, em uma futura eleição da UEPA, seja o nomeado. Quando não se tem coerência, como Ana Júlia e nem a DS tiveram à frente do governo do Pará, quem paga é o PT, a esquerda e a democracia. Isto é que é provar do próprio veneno.

2010 no Pará: Jordy foi o primeiro deputado eleito pelo voto de opinião pública

Os donos da opinião pública no Pará se constituem em uma camada super-informada e conformada por eleitores de todas as tendências ideológicas e políticas. Normalmente políticos que têm acesso à opinião pública dividiam estes eleitores e ao final, ninguém conseguia eleger-se, tão somente, com os votos destes super eleitores. Assistimos nestas eleições esta escrita quebrar-se. Pela primeira vez um político, o Jordy, foi impulsionado, fundamentalmente, pela excelente avaliação que os eleitores super- informados têm de sua intervenção político-parlamentar ao longo dos anos. Em especial, devido sua ação à frente da CPI da pedofilia, no contexto da ação do Movimento Contra a Corrupção Eleitoral.

E alguém poderia complementar: mas o Edmilson não foi eleito por um voto de opinião pública? E eu contra-argumentaria: o voto de Edmilson, é o voto de avaliação de sua boa gestão à frente do governo de Belém. Esta é a primeira disputa eleitoral que Edmilson realiza após a eleição de 2004. Edmilson tem um voto misto entre o eleitor mais à esquerda e o voto das massas periféricas beneficiadas pela sua política de pavimentação asfáltica e outros programas sociais.

Sábado(20) Machida perde em luta contestada

Ontem, nos EUA o lutador paraense Lyoto Machida teve a segunda derrota decretada pelo juiz. O próprio vencedor admite que levou uma surra de Machida. Veja aqui

2012 em Belém: 5 mega atores

Cinco mega atores deverão estar credenciados para reivindicar, pelo voto, a prefeitura de Belém em 2012: Dudu e o PTB, O governo Federal e o PT, o governo estadual e o PSDB, o PPS e Jordy, e Edmilson e o PSOL. Neste provável grau de fragmentação partidária, 20% de votos podem garantir passaporte ao segundo turno. Este cenário inicial pode vir a incluir o PMDB, caso este partido venha a lançar nomes como: Jáder, Wlad, Priante, Helder ou Elcione.

2012 e o PTB: ou quando a borracha termina antes do lápis

Dudu deverá bater novo recorde de pavimentação asfáltica em Belém nos próximos 20 meses em Belém. Provavelmente veremos avançar a urbanização da orla da capital, a partir da estrada nova. Novos conjuntos habitacionais e grandes ruas deverão ser revitalizados. Caso estes prognósticos se confirmem, veremos novamente Dudu, através de um preposto, competitivo nas eleições de 2012 na capital. Será que o povo de Belém consumirá a borracha antes do lápis?

2012: quem será o candidato do PSDB em Belém?

O PSDB fará, nesta nova conjuntura estadual, a mesma trajetória de 1994/2006, quando se diluiu e submergiu, enquanto partido, dentro da coligação União Pelo Pará? duas posições se debaterão dentro do PSDB do Pará em 2011: lança candidato próprio nos principais do Pará, incluindo Belém, ou apoiará candidatos de outros partidos? parece certo esta polêmica na capital, onde o PSDB se dividirá entre a candidatura Jordy e uma candidatura própria. Paulo Chaves, Zenaldo e Flexa, são nomes cotados para a disputa em Belém.

Assembléia Geral em Letras Decidiu Data de Eleição

Ontem (sexta) em Assembléia Geral os alunos do curso de Letras resolveram o impasse existente entre o calendário da eleição para o Centro Acadêmico.

A reunião foi dividida em dois momentos por conta te terem dois turnos no curso – manhã e noite – o primeiro momento ocorreu às 14:00 horas e o segundo as 18:00 horas. Tanto os alunos da manhã quanto os alunos da noite não concordaram com a proposta da atual gestão do CAL de se fazer a eleição em Março do ano que vem. Ficando, então, definido que nas datas 14 e 15 de Dezembro a votação e o período de inscrição de chapa entre os dias 29 de Novembro a 03 de Dezembro.

O impasse agora é sabe se PSOL e PSTU saíram junto em uma chapa contra a chapa dos insatisfeitos com o Centro Acadêmico. Vamos esperar para ver!

A PEC do DEM e o terceiro mandato

Caso a proposta do DEM tenha êxito, não teremos mais nenhum presidente, governador, prefeito e gestor público querendo ter terceirto mandato no Brasil. O DEM está lutando para ver aprovado uma Proposta de Ementa Constitucional que acaba com terceiro mandato no Brasil.

Muita gente, a exemplo da lei do Ficha Limpa, seria atingida por esta emenda constitucional. Estaria liquidada o impulso infinito por cargo executivo.

UFPA: De forrós, assaltos e tráfico de drogas

Não há dúvida de que o forró da sexta-feira sempre fez a cabeça dos acadêmicos da UFPA, sendo um local onde as entidades estudantis "fazem" finanças. O problema que a UFPA está inserida no Guamá e Terra Firme, que são dois bairros ultra violentos de Belém. Durante o forró muita gente, extra universidade, invade o campus, pelo rio e pulando o imenso muro, que separa a UFPA destes bairros.

Ou seja, a festa acaba sendo embalada pelas drogas e pelos fora da lei destes bairros, colocando em risco a vida dos estudantes. Não raro, existe cenas de violências, das mais variadas.

Que fazer? as entidades não abrem mão desta atividade, e a UFPA não dispõe de infra-estrutura para garantir a segurança dos estudantes. O primeiro passo é a família dos estudantes discutirem esta situação com seus filhos, o segundo passo é a reitoria abrir este debate com a comunidade acadêmica e com a sociedade em geral.

Creio que ações devem ser tomados para prevenir futuras tragédias. Os omissos serão chamados à responsabilidade.

Secretariado de Jatene: como queimar um nome

A maneira mais clássica de queimar um nome para ocupar espaços importante em um governo é especular com este nome e deixá-lo entregue aos leões "anônimos" dos blogs e colunas de jornais.

UFPA-Letras: oposição ganha assembléia

Ontem, sexta (18) a oposição à direção do Centro Acadêmico de Letras- CAL, ganhou a assembléia que escolheu a comissão eleitoral.

Há um ano o PSOL ganhou as eleições em Letras por 4 votos de diferença. Agora a oposição, foormada por PT, PC do B, PSDB e independentes, pretende dar o troco.

PT adiando um balanço das eleições

Apesar das tendências petistas já estarem fazendo um balanço das eleições para o governo do estado, a direção estadual deve "jogar" esta discussão para janeiro de 2011, para os ânimos esfriarem. Tem muita "orelha" ardendo.

Égua: o mal da vaca louca chegou ao Brasil?

Um médico foi internado com suspeita de ter contraido a "Vaca Louca". Veja aqui

Duciomar: liderança em xeque?

Segundo a grande imprensa, os deputados estaduais do PTB estão questionando a liderança estadual do prefeito Duciomar Costa sobre o PTB no Pará. Neste momento Roberto Jeferson, presidente nacional deste partido, estaria analisando os custos e benefícios de vir a defenestrar Dudu do controle estadual do PTB.

Mesa da Câmara: rebelião em Ananindeua

O presidente da Câmara de Vereadores de Ananindeua e deputado eleito pelo PR Eliel Faustino está travando uma batalha surda com o prefeito Helder pelo controle da Câmara de Vereadores. Helder está apoiando a candidatura da pastora Ray e Eliel Faustino está articulando apoio ao vereador Begot. Lívio Júnior, corre por fora. Uma coisa parece certa: caso ocorra uma vitória de pirro contra o prefeito, os infièis correrão o risco de perecer por anemia infra-estrutural.

Senado: Zé Geraldo pronto para a batalha

Caso tenhamos nova eleição para o senado no Pará, o nome mais cotado pelo campo majoritário é o deputado federal Zé Geraldo.

2012: Ganzer é nome de peso

Dentre os nomes mais cotados do campo majoritário com vistas as disputas para prefeito de Belém em 2012, Ganzer é um nome muito lembrado. Não se deve esquecer que Ganzer disputou o governo do estado em 1994 e obteve quase 20%, só na capital.

Crime eleitoral: MP acusa Wladimir Costa

O Ministério Público Eleitoral quer a cabeça do deputado federal mais votado do Pará. Wladimir Costa está formalmente acusado pelo MP. Quer saber mais? então clique aqui

UFPA: o amor por cargos

Quem disse que a frase rei morto e rei posto funciona na UFPA? o amor por cargos povoa a mente daqueles que não tem projeto acadêmico, mas vivem a sonhar com o mundo político partidário, e a UFPA seria a única possibilidade de viabilizar este sonho pessoal. Seria o trampolin acadêmico.

Sucessão de 2012: Campo Majoritário quer a cabeça

O campo majoritário do PT, conformado pelas tendências Unidade na Luta, PT pra Valer e Articulação Socialista, dificilmente abrirá mão da cabeça, nas disputas futuras para a prefeitura de Belém e para o governo do estado em 2014. E caso venha a ter nova eleição para o senado, o candidato deve sair deste campo político, também. "macaco velho" não mete mão em cumbuca.

Prefeitura de Belém: Flexa em alta cotação

Depois da grande votação que obteve em Belém , na última disputa para o senado, Flexa Ribeiro vem sendo muito lembrado, para encabeçar a chapa do PSDB à prefeitura de Belém em 2012.

Segundo os analistas tucanos, o PSDB não pode repetir a diluição, que quase o liquida, quando da vigência da União pelo Pará, que existiu entre 1994 e 2006. Quando o PSDB foi derrotado na eleição governamental de 2006, viu-se completamente esvaziado politicamente, por não estar ocupando nenhuma prefeitura importante no Pará.

Seria a diluição política do PSDB dentro da coligação União pelo Pará, que o teria fragilizado, politica e organicamente, como partido político.

ALEPA: Pioneiro seria o favorito

De acordo com as bases tucanos, Pioneiro por ser aliado de primeira hora de Jatene, seria um dos nomes com alta cotação junto ao novo governador, para presidir a ALEPA.

O governo Jatene e a posição do PT

Eu diria que o PT do Pará ficará entre duas posições na ALEPA: 1- oposição sistemática e 2- oposição propositiva. Caso o PT opte pela oposição sistemática, então disputará com o deputado Edmilson (PSOL) o posto de maior opositor ao governo Jatene. Não creio que o PT projetará uma boa imagem à sociedade com uma postura que revele uma oposição "cega" ao novo governo.

É tempo do PT voltar a pensar em lutar para recuperar sua marca de: republicano, coerente, combativo e propositivo. Creio que o PT levará alguns anos para corrigir as distorções de sua imagem, no Pará, produzido pelo governo da DS/PMM do B.

Governo Dilma: PMDB não estaria bem na foto, no Pará

Existiria uma avaliação no planalto em torno do empenho objetivo dos maiores líderes do PMDB paraense na eleição de Dilma Roussef. O PMDB do Pará não apoiou Ana Júlia e suas maiores lideranças não teriam sido notadas se empenhando na votação de Dilma no Pará. Caso esta avaliação se torne majoritária, teremos consequências práticas na ocupação, por este partido, de cargos federais no Pará.

Próxima batalha: sucessão na ALEPA

Jatene está de frente com dois cenários possíveis para a sucessão na ALEPA: 1- construir uma coalizão de governo com PMDB, PR, PTB, PV e PPS e isolar PT e PSOL. Neste cenário a cabeça da ALEPA poderia ficar com o PSDB, contemplando, generosamente, o PMDB. Neste contexto, Jatene estaria desafiando para a luta sem quartéis PT e PSOL. Será que Jatene optaria por ter, de antemão, 10 deputados, em confronto aberto neste primeiro dois anos de mandato? dez deputados param a ALEPA, no momento em que quiserem.


Cenário 2- Jatene, apesar de consolidar uma coalizão de governo, envolvendo PMDB, PR, PTB, PV e PPS, negociaria com o PMDB a "cabeça" da ALEPA, permitindo que o partido de Jáder escolha um nome com amplo trânsito no governo e na oposição. Com esta opção política, Jatene ampliaria o cenário de governabilidade, por eliminar a priori, vetos permanentes dentro da ALEPA.

Veremosos, em breve, a capacidade do pensamento estratégico do governador eleito. A ALEPA será um bom laboratório para estas observações.

Teoria neurológica do voto

Neste momento a teoria do voto começa a dialogar com os experimentos da neuro ciência. Para aqueles que achavam que a ciência política em nada dialogava com as ciências da saúde, estavam redondamente enganados. Neste momento parece clara a idéia de que para a decisão do voto emoção e razão se complementam, ao contrário de uma crença ocidental que sempre opôs emoção e razão.

Sensações passada (emoções vivida) em conexão com os sentimentos do momento ( o sentimento seria a memória da emoção), podem ser mobilizados no contexto de uma eleição. Assim razão e paixão tem tudo a ver com a decisão do voto. Cientista político que quiser entender a teoria da decisão do voto com base na neurociência, terá de entender a estrutura de funcionamento do cérebro, e a anatomia êncefálica é condição sine qua non para entender esta questão.

Como tenho ampla formação na área anátomo-fiisológica do corpo humano, creio que terei menos dificuldades do que a turma formada com base nas ciências humanas. Se bem que fui aluno universitário de história, direito e ciências sociais. Neste momento estou enfronhado nos ensinamentos de neuro-ciência.

O PT e a síndrome da facção.

Segundo Giovanni Sartori o conceito de facção está relacionado a um agrupamento interno aos partidos que só pensa no seu círculo particular, ou seja, só pensa no seu umbigo. Primeiro a facção depois o resto...

Não existe, no PT, sobrevivência política fora das tendências. Candidatos independentes, que se elegerem parlamentares, dificilmente serão guindados à disputa majoritárias, porque o que move as facções é o controle da máquina, para dominar e se possível liquidar seus oponentes dentro do próprio partido.

As facções minoritárias só são guindadas às disputas majoritárias quando as facções majoritárias avaliam que as chances de vitórias são pequenas. Foi por causa deste tipo de cochilo, das correntes majoritárias no Pará, que Edmilson foi candidato em 1996 e Ana Júlia em 2006.

As facções são o segredo do crescimento fenomenal do PT, mas também são as causas de sua prostração. Ajudam a crescer, porque o PT é uma federação de facção, mas também ajudam a enfraquecer, porque cada uma só pensa em sí, em detrimento do partido.

O PT disciplinou as tendências (facções), mas nunca deixou de ser uma federação de facção. Hoje tenho clareza, as correntes internas, jamais superaram a condição de facção. Querem uma prova desta afirmação? abrir mão, nos governos, de quadros qualificados acadêmicos, com grande inserção na história do PT e da esquerda, só porque este quadro não é da tendência. Assistí doutor, super experiente, ser substituído em cargo técnico, por recém graduado da tendência, sem nenhuma experiência.

Ana Júlia seria o pesadelo do PT-Pará

Ana Júlia será ainda nas próximas eleições: senado, prefeitura de Belém e governo do estado de 2014, o nome mais lembrado do PT nas pesquisas de opinião pública. Ou seja, Ana Júlia percorrerá, nos próximos anos, os pesadelos de Unidade na Lula, PT pra Valer e Articulação Socialista.

O dilemas destas correntes será: com Ana a gente disputa eleições majoritárias, mas se ganhar recebe migalhas. Sem Ana, não disputamos nada e nem migalhas ganharemos.

Estas correntes pagam o preço de ter apostado em lideranças operárias e camponesas para o parlamento e para os executivos, e hoje não tem nenhum quadro de massas intelectualizado, capaz de conquistar corações e mentes nas cidades e no campo. O que não é o caso de PSDB, PPS e PSOL. Construir outros nomes demorará pelo menos 08 anos.

Governo Ana e as demissões de DAS's

Dois objetivos orientam a tortura aos DAS's em final de mandato. Poupar recursos para outras finalidades e deixar o futuro governo sem informações estratégicas em cada secretaria...existe medo de cooptações.

Governo Ana: como não evitar crises de governo

O episódio de Eldorado de Carajás ocupou minha mente por um bom tempo. Eu me perguntava, como diminuir as probabilidades de que situações como essas voltem a ocorrer em um governo. Eis que vi na Presidência da República uma estrutura institucional criada para se antecipar às situações potencialmente perigosas ao governo, de ordem política, social, trabalhista e burocrática, que é a Secretaria de Segurança Institucional, que possui o status de ministério.



Então eu tinha encontrado a inspiração para propor ao governo Ana Júlia, uma estrutura institucional capaz de no cotidiano rastrear situações de potenciais riscos à gestão de governo como: corrupção em secretarias ou na administração indireta, conflito agrários e urbanos de alto conteúdo explosivo, antecipação negociativa a greves em setores essenciais de serviços do Estado, na perspectiva de moderar os confrontos e construir mecanismos para a sensibilização do governo frente ao potencial de confronto e assim por diante.



Então formulei a idéia de criar no curto prazo uma coordenadoria de segurança institucional que reuniria os serviços de inteligência das polícias civil e militar, a Casa Civil, o Gabinete da governadora e a inteligência estratégica da Ciência Política, para produzir relatórios sistemáticos sobre todas as áreas de ação do governo com o objetivo de evitar que novos Eldorados de Carajás, e ou, um novo mensalão da vida viesse a se repetir.



Ledo engano, a proposta foi apresentada à Casa Civil e à governadora, que, mais uma vez ganhou o fundo da gaveta. Possivelmente se este governo em Ocaso fosse Res Publicano, e tivesse adotado esta proposta, não teríamos o caso de Abaetetuba, nem o caso do Kit Escolar, muito menos o escândalo da AGE, e nem a repressão política aos professores em greve.



Quem achou que eu nunca lutei por este governo em Ocaso se enganou e redondamente.

Governo em Ocaso: PF prende na Secretaria de Estado de Meio Ambiente

Hoje a Polícia Federal prendeu 9 pessoas na Secretaria de Estado de Meio Ambiente- SEMA. a casa começa a cair e o patrimonialismo anti-republicano espraia-se. Veja aqui

Roberto Corrêa e o governo Ana Júlia

O Prof. Dr. Roberto Corrêa sempre foi um entusiasta de primeira hora do governo Ana Júlia. No dia em que Bob Belps, assim chamado pelos amigos, foi apresentado como assessor técnico, para assuntos relacionados às relações executivo-legislativo, sentí a preocupação e inveja da militância dirigente da DS, no interior da Casa Civil do governo do estado.


O Chefe da Casa Civil apresentou Bob aos deputados como o novo representante do governo perante as articulações do executivo com os deputados estaduais. Em uma reunião seguinte Bob foi desautorizado, como representante do executivo, perante aos deputados por um funcionário comissionado de segundo escalão da Casa Civil.

Bob Correa e sua equipe, ouvindo as queixas dos deputados, elaborou um manual prático das relações executivo-legislativo, para orientar as ações da governadora, dos secretários e da burocracia em suas relações com a base aliada na ALEPA.

Este manual foi "jogado" no fundo da gaveta e jamais implementado. Bob Corrêa, com 30 anos de militância na direção do PCB, mestre e doutor em Ciência Política, seria exonerado, sem prévia comunicação.


Esta foi a história da passagem de Bob Belps ao lado do governo Ana Júlia.

Governo Jatene: qual a cultura tucana na montagem de governo?

1- O governador, ouvindo os partidos e deputados, escolhe seus secretários, levando em conta a correlação de força política do partido e da coligação.

2- Os deputados têm uma relação especial com o governador, onde a dimensão representativa dos mandatos, ou função "síndico", é reconhecida como decisiva para garantir a lealdade parlamentar do deputado. Assim, deputados para além dos partidos, recebem atenção especial


3-Os cargos técnicos são ocupados por técnicos, se estes técnicos forem vinculados aos partidos da base, ótimo, caso contrário, prevalecerá o técnico para função técnicas.


4- Creio que num governo tucano, dificilmente veremos um secundarista, comandando mestres, em função nitidamente técnica. Foi este tipo de comportamento que assistí ao longo dos governos tucanos no Pará. E, não foi este o comportamento do governo Ana Júlia. Seguramente esta foi uma das bases da fragilidade do governo em ocaso. Assistí um amigo meu, Doutor, ser substituido, na Casa Civil, em função técnica, por uma "gostosa" recém graduada.

Estado, Constituição e Ciência Política

O Estado em sua forma constitucional nada mais é do que a Ciência Política positivada.

A esquerda e a Res Pública

Podemos afirmar com a mais absoluta convicção, que a esquerda, representada pelo governo Ana Júlia, nestes 4 anos de governo, passou longe da Res Pública.


Tem gente de esquerda que espera que um analista, com vínculos ideológicos com a equidade, deve ficar caladinho frente aos desmandos de governos auto intitulados de "popular".


Tem gente que acha que só devemos fazer análises propositivas para governos que se autodenominam de "esquerda".


Creio que ser revolucionário, hoje no Brasil e especialmente no Pará, é a luta pela construção de uma cultura política Res Publicana na sociedade e particularmente no interior da classe política. Esquerda e direita em nome de um projeto de poder e não de sociedade, vêm utilizando o Estado como um aparelho particular para a realização de projetos grupistas. O patrimonialismo ou corrupção, é a marca deste pragmatismo, Ou seja, é o divórcio entre política e filosofia, ou entre prática e teoria.

Governo Jatene: que fazer no curtíssimo prazo?

Neste texto situo o contexto partidário polarizado sob o qual Jatene assumirá seu segundo mandato à frente do governo do Pará. Sinalizo a situação de aperto orçamentário e o cerco político a ser produzido pelo PT no plano federal e estadual, assim como, atitudes a serem tomadas no curtíssimo prazo, que com base na criatividade, poderiam sinalizar ao povo do Pará, que existe um governo, de fato, agindo em defesa do cidadão. Leia aqui

Governo em ocaso: e os 366 mi para as prefeituras?

A grande imprensa noticia que muitos prefeitos não teriam recebido o milhão negociado entre a ALEPA e o governo Ana Júlia. Este milhão corresponderia a 51% dos 366 milhões emprestados junto ao BNDS. Parece que teremos novos escândalos neste final de mandato.

golpe do mandato: Puty quer mandar na DS

Informações que circulam pelos bastidores petistas indicam que Puty não fez campanha para Ana Júlia no segundo turno, pelo menos esta não ocorreu em seu blog. Dizem que a partir de uma briga criada artificialmente, Puty rompeu, provisoriamente com a direção, maior, da DS Pará. No fundo Puty quer coordenar e mandar na DS-Pará, afinal é ele quem detém um mandato parlamentar federal. Hoje Puty já seria quem estaria dando as cartas, em quem será demitido imediatamente, ou não. Puty estaria comandando a tesoura que está levando desespero, neste final de ano, centenas de DAS's petistas.

Tática aos arrivistas: Ser esperto é ser de centro

Aviso aos arrivistas: quer pular para o barco vencedeor, sem ser taxado de oportunista? então se filie em partidos de centro, como o PMDB, PR e PV. Estes partidos, por serem do centro ideológico, podem se mover para a direita ou para a esquerda, e mesmo assim não serão vistos como incoerentes.

A posse de Jatene e o alívio de Ana Júlia

Ana Júlia postou em seu twitter que recebeu, aliviada, a confirmação de Jatene de que não fará devassa nas contas do estado. Isto é notícia, desavergonhada, que se poste?

Dilma estaria preparada para ser estadista?

Neste texto faço o resumo do que o Brasil espera de sua primeira presidente mulher. Quer ver minhas análises e opiniões sobre Dilma? então clique aqui

Governo em Ocaso e o intelectual racional

Um conhecido docente da UFPA, assessor de primeira hora do governo em ocaso, especialista em processamento de dados, vem defendendo enfaticamente a demissão, já, de todos os DAS's, para que o governo seja entregue "enxuto" ao novo governador. Imaginem, querem deixar o governo enxuto em 60 dias, e os outros, 46 meses? alguém acredita neste tipo de bondade racional?

A Derrota de Ana Júlia: houve política educacional no Pará?

Agora analiso, rapidamente, o desempenho do governo Ana Júlia na Educação. Concluo que este governo , em ocaso, da DS/PMM do B, não executou uma política de Educação no Pará, pelo contrário, transformou a SEDUC em um centro de licitação de obras do Estado dirigido às escolas, esvaziando a Secretaria de Obras- SEOP e escolhendo secretários de educação de acordo com sua docilidade em passar por cima das regras de execução orçamentária, daí a enxurrada de cinco secretários em 4 anos de mandato. Leia aqui

TRE: Ten Caten cassada?

O TRE, hoje pela manhã, cassou o registro da deputa estadual reeleita. Tal processo refere-se às eleições de 2008, na disputa pela prefeitura de Marabá. Ten Caten foi enquadrada por abuso do poder econômico. Agora a deputada fará sua defesa em nível de TSE e STF. Será um recurso que deverá demorar um bom tempo. Enquanto isso, enquanto recorre, a deputado pode ser diplomada e exercer o seu mandato. Não posso emitir ainda juizo de valor. Espero a defesa da parlamentar.

Demissão dos DAS's no governo em ocaso

A militância e as Tendências petistas estão revoltadas. A demissão sumária dos DAS's nestes últimos dias estaria relacionada à poupança com o pagamento do mês de dezembro e do décimo terceiro. Pasmem, esta poupança seria para atender as últimas demandas dos famintos por dinheiro público.

O Bilhetim e minhas análises pelo Brasil

Ontem, no intervalo das aulas, entrei no google e digitei meu nome, e para minha grata surpresa, ví minhas análises sobre as eleições de 2010, pipocando pelos jornais do país todo ( SP. RJ, MG, Nordeste), inclusive em agências estatais como do Senado, IPEA, e Portal da Tranparência do governo Federal. São as agências de notícias que as espalham pelo Brasil.

DCE UFPA e a oposição ao PSOL/PSTU

Nas eleições do DCE-UFPA, a oposição é constituida pelo PT/PPS/PDT/PC do B. PSOL e PSTU tentam manter a cidadela.

Derrota de Ana Júlia e novas análises.

Só na quinta feira elaboro uma nova análise dos 4 anos do governo Ana Júlia. Desta feita abordarei o descalabro com a política educacional. Não esqueçam que as obras, por sí só, não produzem resultados, afinal obras não são criaturas inteligentes. Neste governo que sai, em 90% das escolas, as obras nunca foram concluidas. Que o diga o Luis Nunes Direito da Cidade Nova 4, esta escola iniciou as obras, em conta gotas, desde 1997, e até hoje não foi encerrada.

O governo Jatene e a adesão de parlamentares

Não acho anormal a composição da base parlamentar de Jatene a partir dos partidos de centro, direita, e até de esquerda, como o PPS, que é seu companheiro de chapa. Afinal, o deputado precisa responder ao seu constituence com obras e serviços, na dimensão representativa (síndico) de seu mandato. O que acho oportunismo é militante petista de primeira hora , começar a querer vender seu passe ao PSDB.

Nova eleição para o senado e Jáder

Caso a tese de nova eleição ao senado no Pará venha a vencer, perante os tribunais superiores, como querem PT e PMDB, Jáder póderia concorrer? É que a penalidade de Jáder, de acordo com a inconstitucional lei 135/2010, vence em 2010.

Rato pulando do barco furado: Oportunismo explícito

Já começaram as negociações para que muitos que aderiram ao barco anajulista voltem ao território tucano/pepeessista. É uma demonstração explícita de oportunismo político.

Derrota de Ana Júlia: Um governo conservador e reacionário

Neste texto avaliativo sobre os 4 anos do governo Ana Júlia, afirmo, sem pestanejar, que sob o ponto de vista dos valores do respeito à coisa pública, da transparência pública e do combate à corrupção, o governo Ana Júlia foi reacionário e conservador, e repetiu as práticas parimonialistas dos governos dos partidos tradicionais que passaram pelo Pará. Leia aqui

Derrota de Ana Júlia: erros primários na gestão política e administratiuva de governo

Mais um texto de avaliação da derrota do governo Ana Júlia. Desta feita destaco o desconhecimento por parte do secretariado da DS (PMM do B) de categorias inventada pela Ciência Política, como governabilidade e governança. Esta ignorância teórica, teria sido um dos fatores preponderantes por este fiasco na condução do governo no período 2007-2010. Veja aqui

Seduc: o Caso Socorro Coelho

Muitas versões correram sobre a saída da Dra. Socorro Coelho da SEDUC. Neste final de semana um passarinho fidedígno me contou alguns fatos que teriam colocado a secretária na linha de tiro da DS. Na verdade Socorro saiu porque não quis assinar encaminhamentos incorretos administrativamente. O mais graves deles dizia respeito à pressão para a tranferência de dinheiro carimbado do Ministério da Educação direcionado à Seduc para o NAVEGA PARÁ. Dos 164 milhões o "Navega" queria 38 milhões. "Socorrinho" teria se negado a fazer este "repasse" e então caiu em desgraça. E o que é o pior. Depois que Socorro Coelho deixou a SEDUC, parece que o "Navega", leia Maurílio Monteiro, teria conseguido seu intento, ou seja, deu uma abocanhada nos 164 milhões que o MEC enviou à Seduc.

O TCU tem a muito a auditar neste governo em ocaso.

Governo em ocaso: os DAS's imprestáveis são despejados na rua da amargura

E o Diário Oficial do Estado continua a despejar os DAS imprestáveis. Leia-se o governo está demitindo DAS, que em nada assessoravam o governo, mas sim, foram contratados para garantir apoio à recandidatura de Ana Júlia. Veja aqui

DCE-UFPA: PSOL/PSTU e PT se enfrentam na UFPA

Teremos mais um embate para a direção do Diretório Central dos Estudantes. Desta feita a meninada do PSOL se juntará ao PSTU para enfrentar a meninada do PT. O PSOL controla o DCE há vários anos, e enfraquecido, se coliga para manter o "aparelho" sob controle.

Uma coisa é certa, a turma totskista há muito perdeu o prumo. O Brasil mudou, hoje a macro política é exercida fundamentalmente pela classe política e pelos partidos, e a turma da esquerda continua agindo como se ainda vivesse nos tempos da Ditadura Militar.

Temas como a economia e a política, em nível nacional e internacional, ocupam mais espaço na agenda destes dirigentes estudantis, do que a qualidade do ensino, os laboratórios e a avaliação docente. Enquanto isso o DCE pouco espaço ocupa na mente dos estudantes.

Análises: só a partir de terça feira(09/11).

Estou super atarefado preparando aulas para o mestrado em Ciência Política. Inicio novo módulo a partir do dia 16/11/2010: a disciplina é de Política Brasileira. Iniciaremos os estudos no Brasil Colônia até as Reformas de Estado de FHC.

A derrota de Ana Júlia III: Governo com obras e sem marketing ...é derrotado

No terceiro texto sobre as razões da derrota do governo Ana júlia, analiso como um governo com obras e serviço pode ser derrotado, quando a população não tem percepção dessas realizações. Veja aqui

A derrota de Ana Júlia II: E Ana...sentiu-se vitoriosa

Ao reconhecer que Jatene ganhou a disputa eleitoral de 2010, Ana Júlia afirmou peremptoriamente que sentia-se vitoriosa, pelos projetos estruturantes que havia implantado no Pará. Parece que Ana júlia ainda não começou a fazer autocrítica do desatre que foi o seu quadriênio à frente do governo do Pará. Veja minha análise a este respeito, aqui

Mestrado em Ciência Política: sai Edital 2011

Saiu o Edital do processo seletivo do Mestrado em Ciência Política do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UFPA. Veja aqui. As inscrições vão até 08 de novembro.

A derrota de Ana Júlia: Por que Ana Júlia foi derrotada I

A partir de hoje passo a fazer algumas reflexões sobre as razões da derrota do governo Ana Júlia. Inicio tentando entender a racionale do secretariado político de Ana Júlia, o conhecido núcleo duro, formado por Maurílio monteiro, Marcílio Monteiro, Cláudio Puty e Carlos Botelho. Nos próximos dias analisarei as políticas objetivas deste governo expurgado do poder pelo povo do Pará. Veja minhas reflexões iniciais, aqui

As pesquisas eleitorais e o Laboratório de Ciência Política da UFPA

Já estamos começando a preparar os financiamentos públicos para as eleições de 2012 e 2014. Lembro que as coligações que nestas eleições vindouras aparecerem em baixa nas sondagens de opinião pública, detestarão os resultados das pesquisas. Queremos que a Ciência Política da UFPA tenha em períodos eleitorais um dos momentos chave para a realização de suas Oficinas Eleitorais, no contexto de construção de nosso Observatório Eleitoral.

Mestrado em Ciência Política: Inscrição vai até o dia 08/11/2010

No dia 08/11/2010 é o prazo limite para a inscrição à seleção do Mestrado em Ciência Política da UFPA. Qualquer aluno graduado, de qualquer área do conhecimento, e que tenha talento para o estudo da Ciência Política pode se candidatar à seleção pública.

Os resultados de 2010: as análises começam

Pretendo emitir minhas opiniões acerca dos seguintes temas: a disputa pelo comando da Alepa. Coligação eleitoral e coalizão de governo. Como explicar a derrota do governo Ana Júlia? Podemos afirmar que o governo Dilma é mais homogêneo que o governo Lula no congresso nacional? qual o perfil do Brasil que emerge das urnas? Como Jatene poderá driblar a tática de guerra dos petistas no estado e fazer um bom governo?

Estes são temas que pretendo debater nos próximos dias. No final da noite começarei a emitir opiniões sobre estas temáticas. No momento estou em plena atividade profissional. Este blog não é profissionalizado, para o bem ou para o mal, sou eu quem o produz integralmente.